Busca:


Artigo Conteúdo

Educação não é mercadoria. Qualidade no ensino é fundamental

Data: 04/05/2007

Autor: Diretoria do SINPRO


A crescente “mercantilização” da educação é assustadora. Escolas, colégios, faculdades e universidades abrem e fecham portas com o único intuito de obter lucro. O objetivo de educar, de formar cidadãos e cidadãs, que é a razão de ser de uma instituição de ensino, está sempre em segundo plano. Em Sorocaba assistimos, alarmados, ao crescente número de instituições privadas de ensino que aqui se instalaram. São pré-escolas, colégios, escolas profissionalizantes e faculdades que estão desenvolvendo as suas atividades nem sempre respeitando a legislação educacional e trabalhista. Preocupados(as) com a realidade que se apresenta, daremos início a uma campanha pela qualidade do ensino privado em Sorocaba que terá como tema: “Educação não é mercadoria. Qualidade no ensino é fundamental!” A campanha tem duas grandes frentes de atuação: uma voltada para a melhoria das condições de trabalho do(a) professor(a) e a outra para alertar a população sobre a importância da qualidade do ensino. Entendemos que ao lutarmos para melhorar as condições de trabalho do(a) professor(a) como melhores salários, definição clara das suas atribuições, entre outras, estaremos, automaticamente, auxiliando na melhoria da qualidade do ensino. Aliás, a principal característica do ensino privado é o seu diferencial de qualidade, que não existe sem a motivação dos(as) professores(as). Acreditamos também que a luta pela qualidade do ensino passa pelo diálogo que devemos promover com a parte da sociedade que credita às instituições particulares a sua educação. A expansão das instituições privadas não pode significar perda da qualidade do ensino. A nossa responsabilidade é lutar contra a degradação do ensino privado. Educação não é mercadoria e qualidade é fundamental.