Busca:


Artigo Conteúdo

1° de MAIO e 1° de JUNHO

Data: 23/04/2010

Autor: Augusto César Petta


Nos dois primeiros dias dos meses de maio e junho de 2010, haverá dois grandes momentos importantes que serão protagonizados pelo movimento sindical brasileiro.

No dia 1° de Maio, os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil e do mundo todo estarão comemorando o Dia Internacional do Trabalhador. Os sindicalistas classistas de todo o mundo procurarão fazer da data um momento importante de luta pela manutenção dos direitos atuais e pela conquista de novos. Em artigo, que fiz recentemente, procurei demonstrar os motivos pelos quais a data de 1° de maio se transformou mundialmente no Dia Internacional do Trabalhador. Resumidamente, a data refere-se a um grande movimento grevista, desenvolvido em Chicago, em maio de 1886, por operários que lutavam entre outras reivindicações, pela redução da jornada de 13 para 8 horas semanais. O movimento foi duramente reprimido e seus líderes principais foram condenados à morte.

No dia 1° de Maio de 2010, várias manifestações estão sendo preparadas em todo o país.  Centrais, Confederações, Federações e Sindicatos irão às praças públicas das principais cidades brasileiras para levantar as bandeiras fundamentais de luta dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. Certamente, redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas sem redução de salário, valorização do salário mínimo, ratificação da Convenção 158 da OIT, Reforma Agrária, fim do fator previdenciário, aprovação de um novo marco regulatório para o pré-sal estarão entre as reivindicações  que as lideranças do movimento sindical levarão  às manifestações.

A CTB, a Nova Central e a UGT realizarão o ato de 1°de Maio conjuntamente  na Barra Funda em São Paulo. Haverá, além das manifestações político-sindicais, um show de música sertaneja. Além do ato, as  Centrais apresentarão uma exposição denominada Futebol Majestade, no vale do Anhangabaú, no período entre 28 de abril e 20 de maio. Trata-se de uma exposição fotográfica com 60 fotos inéditas do melhor jogador do futebol mundial, o brasileiro Pelé.

Um mês após, em 1° de Junho, 5 das 6 Centrais legalizadas no país –CUT,Força Sindical,CTB,Nova Central e CGTB, estarão realizando a Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, procurando reunir , no estádio do Pacaembu, em São Paulo, milhares de pessoas- movimento sindical e diversos segmentos da sociedade- tendo como objetivo discutir e elaborar uma proposta de um projeto nacional de desenvolvimento para o país, “iniciativa inédita e histórica que marcará a trajetória do movimento sindical através da afirmação do protagonismo  e da unidade dos trabalhadores” , conforme indica a nota da convocação elaborada pelas Centrais.A elaboração desse projeto relaciona-se às eleições de 2010, em que distintos e antagônicos projetos serão apresentados , pelas várias forças políticas, à sociedade brasileira. O movimento sindical e as várias forças progressistas pretendem atuar de forma decisiva para que o nosso país não sofra retrocessos, nessa caminhada que tem desenvolvido rumo a uma sociedade justa e democrática. Devemos trabalhar no sentido de que candidatos e candidatas verdadeiramente comprometidos com os interesses do povo brasileiro sejam eleitos para dar continuidade, num patamar mais elevado, aos avanços significativos que o país atravessa desde 2003.

Assim, entendemos que a mobilização e a organização dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros para 1° de Maio e 1° de junho devem ser consideradas pelas entidades sindicais, como prioridades, pois serão momentos decisivos para a continuidade da nossa luta rumo à construção de um Brasil  justo e soberano.

Augusto César Petta  é professor e Coordenador-Técnico do Centro de Estudos Sindicais - CES