Busca:


Notícias da Educação

7 de setembro - Independência do Brasil


Data: 07/09/2017

Fonte: Alex da Matta, Sinpro-Sorocaba


A independência do Brasil, enquanto processo histórico, desenhou-se muito tempo antes do príncipe regente Dom Pedro I proclamar o fim dos nossos laços coloniais às margens do rio Ipiranga.

De fato, para entendermos como o Brasil se tornou uma nação independente, devemos perceber como as transformações políticas, econômicas e sociais inauguradas com a chegada da família da Corte Lusitana ao país abriram espaço para a possibilidade da independência.

Do ponto de vista econômico, essa medida pode ser vista como um primeiro “grito de independência”, onde a colônia brasileira não mais estaria atrelada ao monopólio comercial imposto pelo antigo pacto colonial. Com tal medida, os grandes produtores agrícolas e comerciantes nacionais puderam avolumar os seus negócios e viver um tempo de prosperidade material nunca antes experimentado em toda história colonial. A liberdade já era sentida no bolso das elites.

“Na verdade, houve um acordo político entre elites, entre D. Pedro, que representava a autoridade portuguesa aqui no Brasil e a elite agrária, quase sem nenhuma participação popular”, explica o professor de história Fábio Luís Pereira, diretor jurídico do Sinpro-Sorocaba.

 

Na visão do professor de história, a independência começou a surgir, de fato, com os movimentos influenciados pelos pensamentos europeus iluminismo e liberalismo, que passaram a se contrapor à dominação colonialista. “Surgiram três movimentos que tinham a leitura desses pensamentos como pano de fundo: a Inconfidência Mineira, a Conjuração Baiana e a Revolução Pernambucana. Juntamente com isso, outro acontecimento importante para o início do processo de independência foi a vinda da família real portuguesa para o Brasil, em 1808”, aponta.

Em setembro de 1822, a assembleia lusitana enviou um novo documento para o Brasil exigindo o retorno do príncipe para Portugal sob a ameaça de invasão militar, caso a exigência não fosse imediatamente cumprida. Ao tomar conhecimento do documento, Dom Pedro I (que estava em viagem) declarou a independência do país no dia 7 de setembro de 1822..