Busca:


Notícias da Educação

Plenária contra a Reforma da Previdência


Data: 15/03/2019

Fonte: Alex da Matta, Sinpro-Sorocaba


A diretoria do Sinpro-Sorocaba esteve presente no dia de ontem (14), no Sindicato dos Engenheiros em São Paulo, representada pelo Presidente do Sindicato prof. Cristiano Leon Martins, pelo Secretário e Vereador prof. Renan Santos e pela Diretora de Finanças profª Mara Kitamura, na plenária do deputado federal Orlando Silva, onde o tema tratado foi a possível Reforma da Previdência.

O governo Bolsonaro pretende acabar com a aposentadoria especial das professoras e dos professores e criar uma idade mínima de 60 anos, com pelo menos 30 anos de contribuição, para que possam ter direito à aposentadoria.  

A categoria dos professores, tão essencial para o país, já recebe remuneração muito baixa e tem a carreira desvalorizada em todo o país. Além disso, as professoras e os professores em geral são obrigados a trabalharem em mais de uma escola para complementarem a renda, o que torna a jornada de trabalho extenuante.

Este ataque será mais um motivo para que as novas gerações desistam do magistério, prejudicando ainda mais a já deficiente educação básica brasileira.

A Reforma da Previdência é uma grave ameaça aos trabalhadores, especialmente aos mais pobres, podendo levar o Brasil a uma situação de calamidade social.

Por trás da propaganda oficial da Reforma da Previdência, o verdadeiro objetivo não é acabar com os “privilégios” de alguns, mas sim PRIVATIZAR a previdência pública para forçar as trabalhadoras e os trabalhadores a aderirem a planos de aposentadoria dos bancos privados.

O Sindicato dos Professores de Sorocaba e Região – Sinpro-Sorocaba é contra o ataque deste governo à previdência das professoras e dos professores e faz um alerta:

PROFESSORA E PROFESSOR, SE VOCÊS NÃO LUTAREM AGORA, SUAS APOSENTADORIAS SOFRERÃO UM GRAVE PREJUÍZO.